Surftrip - El Salvador 2019

Por Luis Mag

 

Meados de  junho , muita chuva, frio, vento maral , ondas ruins já há quase 15 dias..

O psicológico já não estava funcionando direito...

Até que o celular toca. Era André Cardoso (free surfer longboarder) com uma ótima proposta:

– Aí , já não aguento mais, estou indo pra El  Salvador, Partiu?

Estava planejando ir à Mentawai (Indonésia) como de costume, mas dólar a R$ 4,20 estava meio complicado.

Marcamos a Trip para o mês de agosto. Daniel Gianinni, outro irmão free surfe , depois de ter chego de uma trip em super tubos, Portugal, também não exitou.

Liguei pra minha namorada, Mari Gutiez e só avisei.
Ela disse:

– Nunca sem mim!

E então... Barca formada.

André  e Daniel embarcaram dia 1 de agosto , já com a intenção de deixar tudo preparado pra nossa chegada dia 15 .

Com tudo em ordem e tickets em mãos, liguei para meu shaper atual, Roney Ribeiro, e ele falou com o Biriba (as melhores artes em pranchas, pode ter certeza) e mandaram 4 foguetes incríveis. Gratidão!

Conversei também com setor de Mkt Nicoboco e também ficaram entusiasmados com essa nova surf trip.

Já tínhamos conhecido a Costa Rica, Chile,  Indonésia, Malásia, Singapura entre outras partes do mundo, mas nunca El salvador !

A Campanha Nicoboco Verão 2020 já estava prestes a sair do forno e foi uma ótima oportunidade para colher um material novo com ondas realmente boas!

Lembro que quando estávamos saindo de São Paulo o frio estava batendo os 12 graus e iriamos chegar em uma temperatura de 36 graus. Imagina como estava nossa ansiedade.

Depois de 10 horas de vôo, fomos recepcionados pelos nossos amigos que, na boa, já estavam de cabeça feita surfando direitas e esquerdas perfeitas e com a pele torrada!

 

Eles estavam com um brother que faz os transfers mais undergrounds e maneiros do país, o Lord Winnie Pooh.

Já na primeira passagem pelos points conhecemos Punta Roca, umas das direitas mais maneiras que já surfei na vida. Uma onda rápida, mas muito boa para manobras com um tubo veloz e, com um crowd intenso também.

 

 

E o mais maneiro q fica na frente de um cemitério.

Fotógrafos e videomakers estão sempre presente com um preço justo.

Ficamos hospedados no Pupa hotel, na real a pousada do prefeito de Tunco (município de El Salvador). Conhecemos a família e sinceramente nos sentimos em casa .Gratidão!

O Pupa fica a  2 minutos da onda La Bocana, uma esquerda incrível.

 

Pra mim a onda mais forte da região tem uma massa de água que realmente empurra o surf pra frente.

 

Locais como Porfirio, Manoel e outros fazem a Jam ficar mais maneira com aéreos e tricks incríveis .

Ao lado, uns 10 minutos andando existe uma direita chamada Sunzal. A onda é ótima para aprendizagem, e apesar de um pouco cheia, nos dias grandes é cabulosa. Boa para longboards e fun!

Passamos uma grande parte da Trip surfando em El Tunco, esquerdas e direitas pra encher a cabeça de todos .

Também surfamos o Km 59 e Km 61, dois point Breaks muito bons.

 

Direitas que desenrolam bem pertinho da bancada e lembra um pouco o lifestyle da Indo. 

Nessas ondas é  possível encontrar o Samuel, um surfista local que , além de mandar muito no surf , também quebra nas fotos dentro d'água.

Já do lado de fora seu irmão Jose é o cara pra colher o material de foto e vídeo . Os caras são muito gente boa e deram uma atenção incrível pra gente.

Conhecemos também uma direita um pouco mais longe chamada MIZATA quebra em direção a uma caverna e flui muito também.

Depois de fazer essas seções e, tomar uma dose daquelas de surf, resolvemos descansar um pouco e  fazer um role ate os vulcões, cascatas e ruínas de El Salvador.

Incrível como a história do país mescla entre desastres naturais, a garra de luta dos moradores e antepassados Maia.

Ainda fizemos um role de jet ski no lago vulcânico Coatepeque, e foram dias maneiros esses.

Entre as seções de surf e roles comemos muitas pupuças (comida local de massa de milho) boa e barata e fortalecemos a vibe com a galera local.

Depois de um mês de surf resolvemos visitar um camarada que vive em Antigua na Guatemala, “Bugrey” o mestre na arte da capoeira e hoje trabalhando em um dos hostels mais style do pico, foi realmente o anfitrião da Trip, levando a galera para as ruínas, para ver a cidade de um lugar incrível e morando na frente de um vulcão vivo. O mais punk foi isso na minha opinião.

Pra fechar essa surf Trip de dois meses, fomos para Punta Mango e Las Flores, aonde não posso deixar de destacar o tubo da barca de Andre Cardoso, que encaixou muito na direita e rendeu uma foto da vida.

 

Foram dias de muita vida e diversão e o aprendizado da Trip foi:

"Invista sua grana em experiencias...e enfrente  seus leões!

Aproveite a vida ao máximo surfando e fazendo o que você ama!

Não deixe pra depois, esqueça as bugigangas e tralhas.

Não tem preço!

levo essa também ate o fim. Gratidão ao amigos que foram e os novos. "

El Salvador – Buena onda! Até um dia !

  • Oct 28, 2019
  • Categoria: Blog
  • Comentários: 0
Deixe um comentário
Carrinho
0
Nenhum produto no carrinho.